DESARMAR

DESARMAR

Designação do projeto | . DESARMAR .: Drone Equipado com SAR passivo para aplicações MARítimas
Código do projeto |   POCI-01-0247-FEDER-034013
Objetivo principal |   desenvolvimento de um sistema SAR passivo baseado em SDR a bordo de um sistema autónomo aéreo (RPAS) para monitorização e proteção do espaço litoral
Região de intervenção | Norte Centro Lisboa

Entidade Promotora | TEKEVER CS

Entidades Co-promotoras | 

Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP)

Centro de Investigação Naval (CINAV)

INESC TEC

Data de aprovação | 2019-01-22

Data de início | 2019-03-02

Data de conclusão 2021-02-28

Custo total elegível | 770.738,61 EUR

Apoio financeiro da União Europeia | FEDER 446.952,01 EUR

 

 

Objetivos, descrição do projeto, atividades e resultados esperados

Motivado pela necessidade de reforçar a capacidade de monitorização do espaço marítimo, cada vez mais presente nos países costeiros, e pelo potencial de desenvolvimentos tecnológicos recentes, o projeto DESARMAR propõe o desenvolvimento de um Radar de Abertura Sintética (em inglês, Synthetic Aperture Radar ou SAR) passivo baseado em Rádio Definido por Software ou rádio cognitiva (em inglês, Software-Defined Radio ou SDR) de baixo peso, volume, consumo e custo de modo a ter a capacidade de ser embarcado numa aeronave não tripulada (Drone) para vigilância costeira, e a sua demonstração em ambiente operacional, de forma a avaliar o seu desempenho na identificação e seguimento de navios junto à zona costeira.

O consórcio do projeto visa desenvolver uma solução modular e multiplataforma simultaneamente de baixo custo (comparativamente às soluções atuais para proteção costeira) e suficientemente robusta e polivalente para uma maior rentabilidade do investimento, podendo então ser facilmente adaptada no futuro a outras aplicações de vigilância e proteção costeira como o controlo de fronteiras e de alfândegas, da pesca e da poluição marítima de navios e portos, à prevenção e supressão de atividades ilícitas e à segurança da navegação e salvaguarda da vida humana e de bens, de modo a complementar os atuais sistemas de vigilância, monitorização e controlo através de partilha de informação para assegurar uma resposta eficaz.

O DESARMAR permitirá assim alavancar a capacidade científica e tecnológica nacional, estimulando o desenvolvimento de tecnologias inovadoras que permitam aumentar a funcionalidade e simultaneamente reduzir o custo face às soluções de vigilância costeira presentemente disponíveis, bem como o desenvolvimento de novas atividades aplicadas à exploração, monitorização e proteção da zona costeira e marítima, promovendo ainda os seus recursos, usos e atividades de forma eficaz, eficiente e sustentável. O projeto contribuirá também para a confirmação do estatuto de Portugal enquanto nação marítima e como parte incontornável da Política Marítima Integrada (PMI) e da estratégia marítima da UE, nomeadamente para a zona atlântica.